segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

CHAPADA DIAMANTINA - BA

Este é o lugar que eu mais gosto do Brasil, por diversas razões que aos poucos irei citar. Já aviso que não é um lugar para se conhecer de uma vez só. Aqui coloquei uma sintese de todos os lugares que já fui nas diversas vezes que estive lá.
Visão do Morro do Pai Inácio


QUANDO FUI?


Já estive lá 5 vezes, cada uma num momento diferente, conhecendo coisas diferentes.
A 1ª vez foi por motivos científicos na virada de 2007/2008 - mapear umas cavernas na região para o trabalho de pesquisa de uma amiga - foi quando conheci a parte de Lençóis e Iraquara.
A 2ª vez foi para passar a virada do ano 2009 para 2010 - fiquei em Lençóis e conheci o Capão (amor a primeira vista).
A 3ª vez foi no carnaval de 2011 - objetivo de conhecer melhor o Capão.
A 4ª vez no começo de 2013 - fiquei de novo no Capão e fiz a Trilha do Vale do Paty.
A 5ª vez no fim do ano de 2013 - dessa vez levei meus pais para conhecer, fomos de carro, o que nos possibilitou conhecer novas cidades e atrações da Chapada.


CIDADES DA CHAPADA E SUAS ATRAÇÕES


A Chapada Diamantina é bem grande e possui diversas atrações, irei falar apenas das que eu conheço, sem incluir preços e como chegar, pois essas são informações mais fáceis de achar na internet.

Para começar, a Chapada é constituída por várias cidades, cada uma com seus atrativos e peculiaridades. As principais cidades de Sul para Norte são: Ibicoara, Mucugê, Igatu, Andaraí, Guiné, Capão, Lençóis, Palmeiras, Seabra e Iraquara.
Mapa da Chapada Diamantina


Capão


Teatro no Capão
Irei começar com o lugar que mais gosto de visitar na Chapada. O acesso para lá se faz por estrada de terra saindo de Palmeiras. É uma pequena vila com ar "hippie/alternativo" e com muitas opções para vegetarianos!!! Os preços são mais baratos do que em outras cidades e possui produtos que nas outras cidades não tem, como diversos grãos e cereais, comidas integrais, frutas e verduras orgânicas,entre outros. Sempre tem apresentações culturais espalhadas pela Vila.


Possui muitas opções de hospedagem, desde campings a pousadas mais luxuosas. 
Como minhas viagens costumam ser com o menor custo possível, sempre fico no Camping do Seu Dai, além de ser o mais barato, lá é possível conhecer pessoas bem interessantes, que acabam se tornando sua família do Capão e o principal, tem o Seu Dai, que é uma pessoa maravilhosa com muitas histórias para contar, se você quer conhece-lo melhor, vá em períodos fora da temporada.


Cozinha no camping do Seu Dai
A maioria dos atrativos do Capão não precisam de veículo para chegar, não precisam de guia e nenhum tem que pagar para entrar, mais motivos que tornam essa vila meu lugar favorito da Chapada. E agora os atrativos:


  • Cachoeira da Fumaça - uma trilha relativamente pesada, com uma boa subida no começo, dependendo da época do ano a cachoeira pode estar com mais água ou seca. Se você não quiser pegar fila para ver a cachoeira evite ir em feriados e fim de ano! 



Fumaça na época de chuva e na época de seca.
  • Cachoeira Riachinho - fica na estrada indo para Palmeiras, dá para ir andando, porém é melhor ir com algum veículo, seu nível de água muda muito dependendo da época. Em período de chuva é uma bela cachoeira e em período de seca fica praticamente sem água, o que possibilita a descida pelo canion abaixo dela, onde tem vários poços para tomar banho. Esse é um belo ponto para os interessados em GEOLOGIA, pois na cachoeira é possível ver o contato de 2 unidades (metaconglomerado e metarenito com estratificações cruzadas).
Riachinho em diferente épocas

    Águas Claras
    Morrão
  • Águas Claras e Morrão - seguindo pela mesma direção da Cachoeira da Fumaça e do Riachinho, tem a trilha mais longa, porém plana que vai até Aguas Claras, é um riozinho com água transparente que fica entre o Morrão e a Serra das Cristais, vale muito a pena pela vista que você tem enquanto se banha no rio. Tem trilha para subir o Morrão, porém ainda não fiz.
  • Lagoa dos Patos - Também fica na direção de Palmeiras, não tem nenhuma indicação de onde é, para ir lá é melhor ir com alguém que conhece o caminho. Tem um poço muito bom para nadar.
Lagoa dos Patos
    Cachoeira Purificação
  • Cachoeira Angélica e Purificação - as duas são na mesma trilha, que é relativamente fácil, para chegar lá deve seguir pela rua do Camping do Seu Dai até o povoado de Bombas, de lá também é umas das possíveis saídas para o Vale do Paty.


"Guardião"
    Olhando para o Morro Branco
  • Morro Branco do Capão - na mesma direção da Angélica e Purificação, tem a trilha que sobe pelo lado do Morro Branco, belo lugar para se ter uma visão de cima do Vale do Capão. No começo da trilha tem estátuas que são os "guardiões".




  • Rio Preto - outra opção relativamente perto da vila do Capão, com belo poço para banho e cachoeira.
Poço do Rio Preto
  • Poço do Gavião - no mesmo sentido do Rio Preto, tem a trilha para esse poço, não é muito fácil de achar, melhor ir com alguem que conhece o caminho. É um poço que parece mais um espelho, recomendo passar uma noite de lua cheia lá.
Poço do Gavião


Lençóis


Essa é a principal cidade da Chapada, onde se concentram as agências turísticas, tem aeroporto, hotéis mais luxuosos, porém é a cidade mais cara também, algum de seus atrativos precisam pagar para entrar e a maioria precisa de veículo para chegar. Possui vida noturna bem agitada, com muitas opções gastronômicas.

Na cidade é possível visitar um senhor que simula como é feito o garimpo de diamante. Não me lembro o nome do senhor. Mas vale muito a pena conhece-lo.


Simulação do garimpo de diamante
As agências turísticas de Lençóis vendem muitos passeios como sendo pertencentes ao município deles, porém a maioria não é, o melhor exemplo disso é o Morro do Pai Inácio, que pertente a Palmeiras. Se você estiver com veículo próprio compensa chegar nas cidades perto dos atrativos e contratar guias locais, ao invés de fechar com agencias de Lençóis.
Os atrativos que conheço são:

    Visão de cima do Morro Pai Inácio
  • Morro do Pai Inácio - que na verdade "pertence" a Palmeiras, precisa de veículo, demora uns 20 minutos para subir a pé, da onde o carro fica estacionado, e tem uma bela visão de "chapada e vale". É um ponto muito turístico, por isso recomendo ir de manhã, pois a maioria das pessoas gostam de ir a tarde para pegar o por do sol lá, isso se você não gostar de lugar muito cheio. Quando é época de Mangaba, ficam vendendo a fruta e o suco dela na entrada, vale a pena provar esse fruto da catinga! Lá de cima é possível ver o Morro do Camelo, e na rodovia que vai para lá, vê-se o Morro dos 3 Irmãos.
Morro do Camelo ao fundo
Morro dos 3 Irmãos


Morro Pai Inácio
  •  Rio Mucugezinho e Poço do Diabo - perto do Morro do Pai Inácio, tem este rio com um belo poço para nadar e pular, costuma ficar bem cheio de turista nos fins de semana, se você descer o rio irá dar na Cachoeira Poço do Diabo, onde é possível fazer tirolesa e rapel, lá tem um poço muito bonito para nadar também.
 


  • Cachoeira do Pai Inácio - não é muito conhecida, de pequeno porte, fica atrás do Morro do Pai Inácio, acesso pelo orquidário.
Cachoeira Pai Inácio
  • Rio Serrano - belíssimo lugar que fica na cidade de Lençóis, sua rocha é um conglomerado que devido a ação da água está polido, é desta rocha que saem os diamantes da região.
Rio Serrano em Lençóis - conglomerado diamantífero

Iraquara

Esta é a região das cavernas da Chapada Diamantina. Todas as cavernas cobram ingresso de entrada e necessitam de guias, estes já inclusos no valor da entrada. As mais visitadas são:
  • Gruta Lapa Doce - esta gruta possui uma grande entrada, em uma dolina, a parte turística é composta por salões bem amplos e altos.

  • Gruta Torrinha - possui belas formações espeleológicas, porém parte delas foi proibida para visitação, mas mesmo assim vale muito a pena conhecer.
Alguns espeleotemas da Gruta Torrinha
  • Gruta Pratinha - possui água muito azul, e é possível fazer flutuação nela.
Gruta da Pratinha
  • Gruta da Fumaça - menos visitada e de menor extensão, porém com o teto mais completo do Brasil, segundo guias locais.
Meu pai na Gruta da Fumaça

Outras atrações nos diversos municípios da Chapada

  • Poço Encantado - pertence ao Município de Itaetê e seu acesso é feito por veículo a partir de Andaraí, a estrada até lá possui péssimas condições. Mas foi um dos lugares mais incríveis que já fui. Falam que a época boa para ir é de abril a setembro, pois é quando o sol bate no poço dentro da caverna. Tem que pagar para entrar e precisa do guia local.
Poço Encantado
  • Igatu - é uma vila no meio das pedras, a estrada para chegar lá é toda de pedra. A vila tem um ar meio mágico, bem pequena, com bistros e pousadas mais aconchegantes. Vi que tem várias cachoeiras e trilhas que são perto de lá, porém ainda não conheci.
Estrada para Igatu
  • Guiné - é uma vila pequena de onde pode-se fazer a trilha de um dia para o Cachoeirão por cima, este é um dos pontos visitados por quem faz a trilha do Vale do Paty. É uma caminhada pesada, com uma subida longa logo no começo. Vale a pena ir em época de chuva, pois é quando vê-se várias cachoeiras no paredão do Cachoeirão. Um dos meus lugares favoritos da Chapada e na minha opinião muito mais encantador que a Cachoeira da Fumaça. 
Vale do Cachoeirão em época de chuva

    Gruta Marota
    Mapeando a Caverna
  • Ubiraita - esta é uma cidade pouco conhecida pelos turistas, porém com belas cavernas. Foi nessa cidade que fiquei da primeira vez que fui para a Chapada e nessas cavernas que fiz o trabalho de mapeamento que citei no começo deste post. Não sei informar se as cavernas são abertas a visitações.


Vale do Paty

As informações sobre essa trilha serão postadas num post só para ela!

COMO IR?

Já fui de 3 maneiras diferentes para lá, saindo de São Paulo, capital.

  • Carro - é possível ir por Minas Gerais, de Belo Horizonte possui 2 caminhos: pela BR 381 (conhecida como rodovia da morte) e depois Vitória da Conquista ou por Montes Claros e Caetité, ambos chegam pela parte Sul da Chapada. Pode-se ir por Goiás também e depois passando em Barreiras na Bahia já, dessa forma você chega pelo lado Oeste da Chapada.
  • Avião - até Salvador e depois ônibus para Palmeiras ou Lençóis.
  • Ônibus - de São Paulo tem a viação Entram, são 38 horas até Palmeiras, é bem engraçado ir desse jeito, pois no ônibus vão muitos nativos, dos quais facilmente você fica amigo. Mas lembre-se de levar um "desinfetante" para o banheiro!!!




DICAS GERAIS

Pastel de palmito de jaca
No Capão experimente a coxinha ou pastel de palmito de jaca, não tem gosto nem de palmito e nem de jaca, é feito com a jaca verde, cozinhando-a com cheiro verde e cebola. Já ensinei essa receita em vários lugares que passei pelo Brasil.

Na Chapada tem vários frutos regionais, como mucugê e mangaba, se possível experimente-os!

Em vários lugares é possível experimentar o café da manha regional, composto por cuscuz, banana da terra frita, tapioca, entre outras coisas. 

Flores da Chapada
Há belas flores por lá também, além de muitas sempre-vivas, florzinha que nunca morre, mesmo depois de colhida.

Não dei muitas dicas de hospedagem, pois tanto em Lençóis como no Capão tem várias opções para todos os gostos e acho que essa é uma escolha muito pessoal.

A região da parte mais a Sul é produtora de café, sendo possível encontrar diversos tipos de café para vender nas cidades, inclusive cafés orgânicos.

Se você é contra produtos muito industrializados, assim como eu, a Chapada é um paraíso de opções naturais, desde sabonetes, cremes, shampoos, roupas artesanais, comida caseira entre outros.

Confira se a época que você está indo é de chuva, caso seja, tome cuidado com as trombas d'água, isso é quando o nível de água dos rios sobre rapidamente.

Não reclame do tempo lá, tanto a época da seca quanto a da chuva apresentam suas vantagens nas atrações naturais.

É possível se locomover com caronas na região, então se você não tem como ir com seu veículo, não use isso de desculpa.

E acho que já deu de informações da Chapada Diamantina, para saber mais, coloque sua mochila nas costas e vá para lá!

2 comentários:

  1. Nossa Chava parabens pela iniciativa gostei muito, vou ti acompanhando por aqui...Bjaum
    Mussum

    ResponderExcluir